segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Corrida Caminho da Paz Corpore


Posso classificar a prova de hoje como a melhor dentre todas que realizei abaixo da distância de 10 quilômetros. Primeiramente por ter conseguido manter um ritmo mais rápido durante os 7 quilômetros da 5ª edição da Corrida Caminho da Paz Corpore.

A largada foi dada as 7h50, em frente ao clube Monte Líbano e com chegada em frente ao Shopping Eldorado, em um percurso único. Uma corrida que simboliza o espírito e o percurso do caminho de Abraão. Este ano contou com um total de 3.509 participantes, sendo 1.712 mulheres e 1.797 homens.


Percurso
Larguei em um ritmo mais forte, e assim fui visualizando cada placa de sinalização das distâncias e percebendo que conseguiria manter aquele ritmo ou algo próximo dele. Sempre tendo como referência as duas primeiras mulheres que estavam a aproximadamente 200 metros a frente. O objetivo durante a prova foi de não perdê-las de vista e manter a mesma velocidade, que é influenciada diretamente pelos desníveis que todo percurso de uma corrida de rua oferece.

Na tabela abaixo o ritmo de cada quilômetro que me forneceu ao final um pace médio de 3:50.



Nada é mais gratificante para um corredor visualizar o resultado que seus treinos promovem. E a competição é o momento em que avalia-se uma parte do processo. 
É claro que não devemos excluir as possibilidades deste dia ser influenciado negativamente por diversos fatores, mas sabe-se que se isto se tornar frequente em todas as competições, o planejamento deve ser revisto para encontrar a causa.

Fotos: Irma Carlos e Corpore Brasil

Fico feliz por conseguir realizar nas minhas duas últimas provas a meta que pretendia, e assim conseguir fechar o ano de 2013 na segunda colocação entre as 10 melhores corredoras do Circuito Corpore, juntamente com Ivanildo Dias, campeão entre os homens. 
Um resultado positivo para a equipe Clube Esperia/Dynafit Assessoria a qual represento desde abril deste ano.


Parabéns a todos participantes e a Corpore Brasil por mais um grande evento!




domingo, 17 de novembro de 2013

Corpore SP Classic/Zumbi dos Palmares: Record na rua

Compartilhar cada momento de uma prova auxilia a retomar tudo que aprendemos nos treinos e planejamentos. Hoje considero que respeitei todas as etapas de uma corrida. Meu corpo respondeu muito bem ao ritmo, pois respeitei o que ele pode me oferecer. E tudo isso foi controlado através dos treinos realizados, pois nada é por acaso. Permiti meu organismo utilizar as vias de energia harmoniosamente e assim usufruir de um bom rendimento na prova. Se isso for respeitado, ganhará posições naturalmente se estiver em uma competição.

O tiro de largada foi dado pontualmente as 7h30, e assim aproximadamente 2.200 corredores da distância dos 10k partiram. Como toda largada, a maioria sai em um ritmo mais intenso, por muitos motivos. Eu procuro sempre sair em um ritmo próximo a minha realidade de treinamento, mas confesso que não são todas as vezes que respeito isso. Mas deveria sempre respeitar, pois minhas melhores marcas foram obtidas quando respeito as etapas.
Estas etapas que falo é devido a forma que nosso organismo utiliza a energia para todo e qualquer trabalho biológico e neste caso que utilizo como exemplo, na corrida.

São três sistemas de fornecimento de energia, cada um contribui com uma porcentagem, e este valor varia de acordo com o tipo de atividade/trabalho que realiza.

Se o corredor permitir que estes sistemas trabalhem juntamente, e isso aliado a condições externas favoráveis, conseguirá atingir suas metas.
Isso se aprende nos treinos, e sempre prestando muita atenção em como seu organismo responde aos estímulos que são fornecidos em todas as sessões. E elas são distribuídas na semana pensando nestes e outros diversos fatores que influenciam no rendimento e resposta de nosso organismo. Por isso é tão importante ter uma orientação e seguir um planejamento.

A corrida de hoje demonstrou que segui direitinho o roteiro, e através dos paces (ritmos de cada quilômetro) que descrevo o quanto tudo fluiu bem:


Entre o 5 e 6º quilômetro há uma subida, por isso o ritmo caiu um pouco. Mas devido a inclinação pode-se dizer que foi mantido devido ao aumento do grau de dificuldade.



Há tantos fatores envolvidos no treinamento que o tornam extremamente complexo. Na competição todos os fatores também estão presentes, acrescido de outros que podem influenciar e muito no rendimento e resultado final, positivamente ou negativamente. Por isso a importância de um planejamento correto e direcionado ao objetivo da pessoa.

Por isso valorize sempre cada dia de treino e perceba toda sua evolução. Preste atenção nas sensações e reações de seu corpo e se esta respeitando a recuperação dele.
Sinta-se motivado a treinar em todas as sessões, pois cada uma delas é parte de um planejamento, assim como cada peça de um quebra-cabeça. Se você mudar a posição ou até mesmo o tamanho de alguma delas, não irão se encaixar mais, comprometendo o produto final: o seu objetivo!

Pódio feminino.
Foto: Wagner de Moraes

Chegada
Foto: Wagner de Moraes
Dedico esta e minhas outras conquistas aos treinadores, grandes profissionais e amigos Marcos Feitosa e Bruno Rinaldo, que me acompanham de perto com todas instruções e auxílio necessários.

Espero que um pouco das minhas vivências possa contribuir positivamente a outros corredores, pois estamos sempre ali juntos dividindo o mesmo espaço e também o amor por este esporte.

Bons treinos e competições conscientes a todos!

sábado, 16 de novembro de 2013

Corrida e caminhada 110 anos de atletismo Clube Esperia

Foi realizada na pista de atletismo do Clube Esperia em São Paulo, uma corrida comemorativa aos 110 anos do departamento de atletismo do clube. O evento contou com as distâncias de 4.500m, 5.000m e caminhada de 3.000m.

Foram montadas 6 baterias, sendo a primeira da caminhada e as outras compostas de acordo com o ritmo que a pessoa corre. Os resultados eram divulgados logo após cada bateria.
Os três primeiros homens e mulheres associados foram premiados com troféus, além das homenagens prestadas.


Bateria corrida associados
Foto: Clube Esperia

Bateria caminhada
Foto: Clube Esperia
 

Bateria corrida associados
Foto: Clube Esperia
 

A última bateria, que contou com a maior distância foi composta dos atletas da equipe Clube Esperia/Dynafit Assessoria.

Bateria atletas equipe Clube Esperia/Dynafit Assessoria
Foto: Dynafit Assessoria Esportiva

Foto: Clube Esperia

Treinadores
Foto: Dynafit Assessoria Esportiva
 
Foi muito bom participar deste evento, principalmente por ele ter aproximado os sócios e os atletas que representam a equipe do clube.

Estava exposto no local imagens de diversas conquistas dos atletas que representaram o clube neste 110 anos, com destaque ao troféu da 1ª Corrida de São Silvestre, do ano de 1925 que teve como vencedor o atleta Alfredo Gomes que representava o clube na época.




Parabéns a todos envolvidos neste evento!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Reflexões sobre 13 anos de corrida




Parece até que foi ontem que iniciei minhas primeiras passadas na corrida de rua. Um dia que marcou muito e que despertou um grande amor a este esporte. Uma modalidade que transmite uma facilidade de acesso, que permite a prática em lugares diversos, mas que ao mesmo tempo é complexa e repleta de mitos e paradigmas a serem quebrados com a evolução do conhecimento das ciências do esporte.

A corrida despertou também mais tarde a vontade de seguir uma profissão e assim conhecer mais as reações de meu organismo perante ao treinamento.

Comecei a correr e logo de cara tinha uma primeira meta: participar de minha primeira competição. Estreei na corrida de São Silvestre, no último dia do ano. Nesta época, ano de 2000, não treinava seguindo um planejamento, mas o controlava a distância e o tempo que a completava. De alguma forma estava avaliando a cada dia o meu desempenho.

E assim fui melhorando a minha velocidade, aumentando a distância e o tempo de exposição ao esforço. Colocava novas metas e nelas percebia o quanto evoluía, que já não era mais aquela corredora iniciante e que precisava organizar melhor os meus treinos.

Nestes anos seguintes obtive ajuda e auxilio no planejamento de muitos amigos e profissionais da área, cada um contribuiu da melhor forma possível com muito aprendizado.

Procuro sempre atentar-me as respostas do meu organismo. Leio e estudo bastante, sempre. E em todos estes anos evolui muito como corredora. Tenho a minha forma de correr, e é através dela que consegui minhas conquistas, minhas marcas pessoais e metas alcançadas. Quero evoluir muito mais, com a ajuda dos profissionais que estão ao meu lado e que confiam em mim.

Tenho orgulho de toda experiência que possuo até hoje e compartilho com as pessoas que gostam e estão torcendo sempre por mim. Isso é o que mais importa.

Assim como a corrida é algo extremamente importante na minha vida, vejo o quanto também é ou está começando a ser para muitas pessoas. Parabéns a todos corredores: aos que estão começando e aos que já possuem anos acumulados!

Vamos em frente! Bons treinos!

sábado, 2 de novembro de 2013

Ivanildo Dias de Souza: um grande exemplo!

Ivanildo Dias de Souza, um grande exemplo de atleta de muitas conquistas, que passa por cima das dificuldades porque ama o que faz. Cada treino é mais que uma vitória, é um exemplo de superação. Mesmo com todo cansaço decorrente de sua profissão consegue grandes marcas e resultados nas competições. É uma pessoa muito simples e guerreira. Parabéns ao técnico Marcos Feitosa pelo trabalho que realiza com este atleta da vida real



.