terça-feira, 27 de outubro de 2015

De volta as competições

Largada. Foto: Iguana Sports

A competição, mesmo para os corredores amadores, faz parte do planejamento.

E esta foi muito especial. Foi a minha primeira participação após me recuperar da lesão há 3 meses.

Até ela foram 4 semanas de treinos, incluindo a semana pré-prova. Utilizei o método contínuo nas duas primeiras, e depois nas duas próximas incluí o fartlek, para trabalhar um pouco mais a velocidade.

Tinha como meta concluir os 5km em 21 minutos e estava consciente de que não iria conseguir correr como estava antes da lesão. Afinal, a competição reflete aquilo que treinamos, desde que não aconteçam grandes imprevistos ou algo que nos abale fisicamente e psicologicamente.

Confesso que estava sim ansiosa, pois sabendo que no tiro de largada tentaria acompanhar as primeiras mulheres do pelotão. Mas sem condições de sustentar tal ritmo por muito tempo.

Dani


Também era uma prova muito especial para o Marcelo. Nela buscou o seu recorde pessoal nos 10km. Através dos seus treinos, defini uma faixa de ritmo alvo para alcançar este objetivo.
Ele estava muito ansioso. Mas eu tinha certeza de que conseguiria.

Marcelo


E assim as 7h do dia 25 de outubro, na última etapa do Circuito Athenas, partimos em busca de nossos objetivos.

Dani Nobile. Foto: Iguana Sports

Iniciamos a nossa prova, juntamente com milhares de corredores que ajudam um ao outro sem querer. A corrida é individual, mas buscamos sempre uma pessoa alvo para manter o ritmo, e assim concluir a distância do jeito que imaginamos.

Foto: Iguana Sports

Nos três quilômetros iniciais consegui sustentar um ritmo abaixo de 4 min/km.

No retorno dos 5k, a primeira colocada estava bem próxima, mas como minha velocidade reduziu do 3º para o 4º quilômetro, comecei a vê-la distanciando, e logo estava na terceira posição.

Tentei ao máximo manter uma velocidade acima de 14,5km/h. E assim conclui os 5k em 20:45, ritmo de 4'08"min/km e na terceira posição geral feminina.

Pódio 5km


Parabéns meninas!


Fiquei muito feliz com este resultado, terminei a corrida, sem o menor sinal de dor. Apenas cansada do esforço imposto.

Agora faltava ver o Marcelo chegar.

Após retirar a minha medalha voltei ao pórtico de chegada e o aguardei. Quando o relógio se aproximou dos 42 minutos, tinha certeza que ele estava perto.

E assim mesmo ocorreu. Ele concluiu os 10km em seu melhor tempo! Se tornou um sub 42', com exatos 41:56. Certinho, dentro do que planejamos.


Foi um dia muito especial por poder estar mais perto de pessoas que torcem e vibram com os nossos resultados.

Quero também dar os parabéns ao Adriano Bastos, que conseguiu a primeira colocação na meia maratona. Suas vitórias são um grande incentivo aos alunos, pode ter certeza disso. Obrigada pelo apoio sempre.

Aguardando a premiação. Adriano Bastos, Dani e Nathalia.

Pequenos resultados, mas com um significado enorme, pois reflete a consagração de realizar aquilo que gostamos e nos dedicamos, mesmo como amadores deste esporte.

Parabéns a todos! Parabéns aos organizadores por mais um ótimo evento.

Resultados oficiais: http://www.circuitoathenas.com.br/2015/sp-21k#

Obrigada por sua visita! Bons treinos!








domingo, 4 de outubro de 2015

O retorno



Há algumas postagens comentei sobre uma dor intermitente que impediu de correr por dois meses. Na época não imaginava que esta dor estava relacionada com um problema nas costas, mais especificamente em duas vértebras lombares, L4 e L5. 

A fase mais critica foi após a minha participação nos 6k da Olympikus Family Run, no Rio de Janeiro, tive que interromper totalmente os treinos de corrida, mantendo apenas giros leves com a bicicleta e alguns exercícios de fortalecimento que não me causassem dor. 
E foi através de exames de imagens e orientações de grandes profissionais que pude realizar um tratamento adequado.

Mas esta postagem é para contar a vocês como estou no retorno aos treinos.

Iniciei esta fase dia 22 de setembro, e este foi o dia de comprovar que estava curada. A paciência é essencial agora, para que eu possa aos poucos me readaptar a rotina de treinos.

Organizei o meu planejamento, priorizando inicialmente volume baixo e ajuste da intensidade conforme as minhas evoluções semanais. 
A frequência até o final deste ano será de 3 vezes semanais nos treinos de corrida, alternados com 3 dias de musculação, e um de ciclismo.

Coloquei uma prova alvo no final de novembro, para ter um parâmetro e comparar com marcas anteriores a lesão.

Na próxima e terceira semana de treinos, retorno aos estímulos de velocidade, através de fartleks, e mais a frente intervalados intensivos e extensivos, e treinos de ritmo, quando a competição se aproximar.

O controle é através da combinação das variáveis volume, intensidade (velocidade), tempo, percepção de esforço e cansaço. A partir destes dados consigo calcular a carga de treinamento diária, e a distribuir de forma adequada.

Estou muito contente por retomar a rotina de treinos, com muito mais cautela e paciência, aplicando todo conhecimento adquirido nestes meus 15 anos de corrida de rua aliados ao que trabalho e estudo diariamente.

Será um grande prazer relatar nas próximas postagens sobre a minha evolução nos treinos e os ajustes feitos para isso.

Obrigada por sua visita! Bons treinos!
#correreminhavida