domingo, 7 de julho de 2013

Cada competição, uma aprendizagem


A cada dia, a cada treino adquiro novos aprendizados e nas competições isto também ocorre, ela sempre nos ensina algo.

No último domingo, dia 30 de junho, fui participar da corrida Circuito das Estações que ocorre em 4 etapas em São Paulo, além de outras cidades.
Me inscrevi para participar da distância dos 10Km. Acordei para cumprir a minha tarefa de competir na prova em um dia bastante escuro e chuvoso.


Cheguei no local da prova com uma hora de antecedência para a retirada do chip e também para que me organizasse melhor.
Muitos alunos da academia na qual trabalho também participaram, em seu maior número nos 5Km, mas também tivemos alguns representantes na distância maior.

Momentos antes da largada, como sempre me encontro com as outras competidoras, e assim desejei a elas uma boa prova. Assim a largada foi dada, e desde os momentos iniciais da prova já pude perceber que não iria conseguir um bom resultado. Acredito que todos estes anos que tenho de convivência com a corrida me ensinaram a conhecer muito o meu corpo. E consigo ter esta percepção, tanto nos treinos quanto nas provas.


Tenho em mente que um corredor necessita que seu corpo funcione em conjunto para que assim alcance o seu objetivo. E neste dia os meus pensamentos estavam em um outro plano que não era o da corrida, e assim o meu desempenho não foi bom.
Percebendo isto diminui o ritmo e continuei a seguir o caminho e completar a prova. Cruzei a linha de chegada bastante triste com relação ao resultado obtido. Muitos corredores me perguntaram se eu estava bem, pois eles perceberam em meu semblante o que estava sentindo.

Após pensar muito nesta prova relato aqui que não é uma competição que define um corredor. Neste dia há fatores e acontecimentos que vão além do correr. E o que me faz uma corredora é a motivação diária perante aos treinos, de realizar tudo com honestidade e principalmente amor a este esporte.

Sempre sou muito grata a todos que me ajudam e sempre torcem por mim, mesmo quando o resultado não é bom.
E mesmo quando ficar para trás, vou seguir em frente sempre e com amor ao que faço, pois a corrida é extremamente importante na minha vida.

Parabéns a todos participantes, aos vencedores e também aos alunos da MG por concluírem a prova muito bem!

E um parabéns especial ao corredor Ivanildo Dias de Souza, que no mesmo dia competiu na 18ª Corrida Corpore Bombeiros. Em uma entrevista concedida a Corpore relatou sobre a sua segunda vitória na prova: “Venci a prova em 2012 e vinha treinando muito para esta corrida. Gosto muito dessa competição, pois sou fã dos bombeiros. É uma prova divertida e o pensamento positivo da galera é muito motivador. Trabalhei a noite toda e emendei com a prova. A temperatura estava ideal e colaborou bastante.”


Bons treinos a todos e muito obrigada sempre.