quinta-feira, 2 de julho de 2020

Será que todo mundo que corre gosta mesmo de correr?

Será que todos corredores que conhecemos, gostam de correr?

Sempre tive esta questão na cabeça, e agora neste período de pandemia e suspensão de provas, ela veio a tona novamente.

Completo este ano 20 anos que pratico a corrida como atividade física diária, e lembro que desde o meu primeiro contato, este esporte me agradou de uma forma que fogem as palavras para descrever.

Sempre curti cada sessão de treino, e isso nunca foi um fardo pra mim. Ao contrário, foi o momento do dia que sempre aguardei, e que de tão bom, parece sempre passar muito rápido.

Atualmente venho observando muita desmotivação em grande parte dos corredores devido a falta de provas. Por exemplo, na minha assessoria de corrida, observei isso desde o início da quarentena.

Por isso que a questão acima surgiu novamente. Pois a meu ver muitos gostam de treinar somente quando tem alguma prova à vista.

Somos corredores amadores, e as provas não devem ser o aspecto principal, mas sim um acessório, ou até mesmo um método de treino e teste.

É possível se desafiar sem as provas, criando metas relacionadas a velocidade ou a resistência, além de cada treino também ser um desafio de sempre fazer o melhor dentro do objetivo da sessão.

Eu afirmo com certeza absoluta que gosto muito de correr, pois a falta de provas não me afetou em nada na motivação, ao contrário, uso a cada dia a corrida para enfrentar esta situação difícil que o mundo todo está passando com a disseminação deste vírus. Sempre disse que a corrida faz parte de mim, pois ela foi a minha aliada a enxergar a vida de uma outra forma e princialmente me cuidar, para poder estar bem sempre.

E para você, o que a corrida significa? Será que se resume somente a provas? Tomara que não.

Obrigada por sua visita e bons treinos!


terça-feira, 3 de março de 2020

Primeira prova do ano: Track Field Shopping Galleria



Quem me conhece sabe que gosto muito de correr meia maratona e gosto de encaixar antes da meia alvo algumas provas de menores distâncias, principalmente corridas de 10 quilômetros.

Minha primeira prova alvo do ano será em junho (7), na cidade de Campinas, na meia maratona Pague Menos, e por isso agora em março, planejei duas provas para não ficar muito longe das competições até o meio do ano, e também para testar meu ritmo em ambiente de prova.

O que não imaginava é que esta prova escolhida teria uma altimetria bem difícil.
Tenho o conhecimento de que a cidade de Campinas não é plana, mas não esperava 6 subidas em uma prova de 10km 😱. Assim foi a Track Field Galleria Shopping, que ocorreu dia 1 de março.

Infelizmente o site da prova apenas informava o percurso, mas não sua altimetria, e por isso foi uma surpresa para mim, e também para o Marcelo, que correu nos 5km.

Durante a primeira metade tentava encontrar um ritmo, mas logo vinha uma outra subida ou uma descida forte, que me impediu de manter um pace constante. Senti muito mais a parte cardiorrespiratória do que a muscular, talvez pela variação e também por ter me influenciado de alguma forma psicologicamente.



Passei a primeira metade do percurso, com 22:59 (4:36 min/km), que para mim, é um tempo alto, mas levando em consideração a altimetria estava ok 😰.
Porém na segunda metade senti muita dificuldade em manter o mesmo pace médio da primeira, e meu ritmo caiu drasticamente. Coloquei em minha cabeça que o objetivo era terminar a prova sem se sentir mal, e assim fui até cruzar a linha de chegada.
A última subida foi a pior de todas, o pace subiu bastante e todos os corredores ao meu redor estavam com a mesma dificuldade.

O tempo foi muito alto para uma prova de 10km (50:17 - oficial), porém fiquei em 9ª na geral feminina, o que mostra que mesmo com o tempo alto, fui relativamente bem na classificação final.

Parciais por quilômetro


O Marcelo voou, mesmo com este percurso, e completou na 9ª colocação geral no masculino nos 5km. Orgulho demais!



Provas com subida pesam ainda mais na parte psicológica, principalmente se ainda forem duas voltas iguais.

Mas o importante é manter o foco, e continuar os treinos rumo aos próximos objetivos, pois provas passam e nos deixam aprendizados, independente da distância.



Parabéns a todos que enfrentaram este desafio!

Vamos em frente, continuando a treinar e superar a nós mesmos.

Bons treinos!

Será que todo mundo que corre gosta mesmo de correr?

Será que todos corredores que conhecemos, gostam de correr? Sempre tive esta questão na cabeça, e agora neste período de pandemia e suspen...