sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Por que CORRER É MINHA VIDA?

Decidi escrever este post para contar a meus amigos que me acompanham o por que a corrida é tão importante na minha vida e o significado que este esporte tem em mim.

Ao final da minha adolescência passei por um período complicado. Enfrentei um distúrbio alimentar: a anorexia, que fez com que eu perdesse muito peso. Cerca de 26 quilos.
Meus familiares queriam me ajudar, aconselhando, me ajudando de todas as formas que vocês podem imaginar.

Não me sentia bem, sempre estava muito fraca e não tinha vontade de fazer nenhum tipo de atividade. Cheguei a pesar 38 quilos, estava muito magra, e se continuasse naquela situação, eu iria acabar matando a eu mesma.

Apenas uma pessoa conseguiu abrir meus olhos e me ajudar. E de uma forma que só ele mesmo poderia imaginar que daria certo. Meu irmão abriu meus olhos um dia, simplesmente chegou e me deu uma dica: "Dani, por que você não começa a correr?" Um conselho que talvez ninguém tivesse coragem de dar a uma pessoa que estivesse pesando 38 quilos, com 1.67 de altura.

Mas meu irmão pensou para frente e em todos benefícios que a prática de um esporte pode trazer para a vida das pessoas. E ele estava certo.
Segui o conselho dele sim, pois o tenho como um ídolo, sempre o admirei e sempre fui muito próxima dele.

Comecei a correr e juntamente com isso vieram as necessidades que um esporte exige de seus praticantes: se alimentar bem, dormir bem, se recuperar, ou seja, se cuidar!

Meu irmão descobriu a cura para esta fase da minha vida, e em pouco menos de um ano foi modificada totalmente. Aumentei o meu peso corporal, conheci pessoas maravilhosas, frequentei lugares que jamais imaginaria frequentar. Comecei a viver o ambiente do esporte.

Foi juntamente com meu irmão que participei da minha primeira prova. Já se passam 12 anos de corrida e também de vida, pois nasci novamente no dia em que meu irmão me disse para correr.


Foto após a minha primeira corrida. São Silvestre em 2001.
No centro meu irmão Ale, eu a direita e na esquerda Silvio, amigo do meu irmão


Eu e meu irmão na minha primeira maratona: Maratona de São Paulo 2006
É por isso que sempre falo a todos que a corrida é extremamente importante para mim. Pois foi ela que me ajudou e que me trouxe novamente para a vida. É da corrida que tiro forças para enfrentar a tudo que passo, é dela que gero a minha energia.

Por isso gostaria de dedicar esta postagem a toda minha família, que sempre esteve ao meu lado e são a minha maior torcida. Em especial a meu pai que atualmente está passando por uma doença muito injusta, o Mal de Alzheimer, que o faz tornar uma outra pessoa. Mas somente quero pensar no que ele era antes e como sempre ficava feliz com as minhas corridas, além de me acompanhar em muitas delas.



Meu pai e eu. Corrida GRAAC em 2004.

Todo possuem uma história e um porque de se identificarem tanto com este esporte, que além de gerar inúmeros beneficios fisiológicos, psicológicos e sociais, faz parte da vida destas pessoas.

Parabéns a todos vocês corredores e a todas histórias existentes!

Por isso que Correr é minha vida!
E a sua também é?

Um grande abraço a todos!

domingo, 14 de outubro de 2012

Sub 40: Consegui!!!

O dia 14/10/2012 se tornou um momento inesquecível da minha vida no mundo da corrida. O dia em que meu tão sonhado sub 40 nos 10K foi alcançado.
Talvez uma pessoa que não faça parte do mundo de corredor pode achar isto sem importância ou sem relevância alguma. Só quem é corredor que pode entender o que estou querendo dizer.

Lembro-me quando comecei a correr, o quanto foi difícil conseguir suportar as dores no início, mas que iam desaparecendo com o tempo em que meu organismo ia se acostumando ao esforço.
Nesta época, as minhas marcas nas distâncias melhoravam rapidamente, de um mês para outro conseguia diminuir muitos minutos. Era incrível!

Mas com o passar dos anos, estas melhoras foram ficando mais difíceis, exigiam um esforço maior do meu organismo, além de mais dedicação aos treinos. Era como se eu chegasse a um ponto em que tivesse um obstáculo muito maior para ultrapassar. E bem maior do que antes.

E hoje, a etapa de São Paulo do Circuito Caixa foi palco de um sonho que foi realizado. Isso mesmo: um sonho! Pois quando comecei a correr via as mulheres mais rápidas e pensava: um dia vou correr como elas!
Consegui conquistar o meu sub 40 nos arredores do estádio do Pacaembú e elevado. Completei os 10K em 39'44".
Além disso também tive o privilégio de conhecer pessoalmente o grande atleta Marilson Gomes dos Santos, que possuo uma imensa admiração.





Parabéns a todos participantes!