domingo, 24 de abril de 2011

Mudanças de planos...as vezes é necessário

As vezes em nossas vidas precisamos mudar totalmente o que havíamos planejado, o que parecia estar decidido e que iria acontecer dentre quaisquer circunstância.
Isso ocorreu comigo a algumas semanas com relação a Maratona Internacional de São Paulo.
Tudo estava certo, planejado, planilha sendo seguida, alguns treinos longos já haviam sido realizados. Mas ocorreu uma mudança radical nestes planos.
Devido este ano estar sendo um dos atletas amadores do projeto "Ativo.com vai patrocinar você", estou tendo o grande privilégio de ter contato com diversos profissionais, entre os quais a assessoria de Nutrição (Nutricius), a psicóloga Carla di Pierro e o Kim da BK Sports. Estes três são os que tenho mais contato, que mais converso, que estão mais perto da corredora Daniela.

Mas não sou somente a corredora, assim como todos nós anônimos vencedores, temos uma história de vida, uma família, pessoas que amamos, nossa vida profissional, nossas manias, nossas qualidades, nossos defeitos, nossos pensamentos...tudo isso compõe este complexo que é o nosso corpo, que a cada dia está sujeito a experiências, rotinas, etc.
Um dia surgiu a tal questão em mim: Será que eu corro a maratona para eu mesma, ou para os outros? Será que vale a pena eu colocar o meu corpo a tal esforço? Será que isso está me beneficiando ou prejudicando?

Nestes 10 anos de corrida, completei 4 maratonas, todas em São Paulo. Não me arrependo de tê-las feito, mas sempre no final de todas fiquei muito doente. E como tenho uma família, pessoas que me amam de verdade, sofriam juntamente comigo, principalmente a minha mãe, que sempre me dizia: Filha não corra mais maratona, isso acaba com você.
Com todo acompanhamento de diversos profissionais, converso muito com a nutricionista e a psicóloga e conto todos estes meus pensamentos a elas. Nestes 4 meses com acompanhamento tive melhoras significativas como aumento da velocidade nas corridas, a qualidade dos treinos estão excelentes, obtive aumento da massa muscular, entre outros diversos benefícios.
Então decidi mudar meus planos e não correr a Maratona este ano, pois posso colocar todos estes ganhos a perder, posso contrariar as pessoas que realmente se importam comigo e só querem me ver bem, o risco é muito grande!
Quero poder continuar a correr por toda a minha vida, com saúde, disposição, sem lesões e traumas. Dessa forma correrei para eu mesma e não para os outros!

Talvez um dia destes eu volte a participar de uma maratona, nossas escolhas sempre devem ser abertas, não definitivas. Elas modificam juntamente com nós que também nos modificamos com o passar dos anos. Não somos os mesmos de 2 anos atrás e não seremos os mesmos a daqui dois anos. A nossa essência continua a mesma, mas ela é influenciada por mudanças que são necessárias.

O que quero guardar em minha memória são apenas os momentos bons da maratona, eu ter percebido e entendido que somos mais fortes do que pensamos, que suportamos esforços, que nosso corpo é dotado de capacidades que nem pensávamos ter.
O que quero guardar das maratonas, são momentos que podem ser traduzidos por estas imagens que ficarão para sempre.

Maratona Internacional de São Paulo (2006)

Maratona Internacional de São Paulo (2007)

Maratona Internacional de São Paulo (2009)

Maratona Internacional de São Paulo (2010)


Aproveito estes meus pensamentos para alertar os corredores que estão iniciando seus passo nesta linda prática. Que não pulem etapas, que respeitem seu corpo, seu bem maior, para que assim ele possa te levar para diversos lugares sempre e não por um curto período.

A minha mensagem é que nós corredores prolonguemos nossa vida neste mundo e também no mundo da corrida!

Bons treinos a todos!

terça-feira, 12 de abril de 2011

Meia Maratona Internacional da Corpore


No último domingo, dia 10, participei da meia maratona da Corpore. Sempre gostei muito desta prova, além também da distância de 21Km ser a minha favorita.
A largada ocorreu dentro da Usp, o clima estava muito bom para correr. Apesar de mais de 5 mil corredores participantes, em nenhum momento parecia que tinha toda esta quantidade de pessoas, deviso ao percurso ser praticamente todo em ruas largas.
Completei a prova com um recorde pessoal na distância: 1:31:41. Fiquei muito feliz com esta conquista! E para completar trouxe para casa o troféu de 2ª colocada na faixa etária (25-29 anos) e chegando também na 11ª colocação geral feminina.
Gostaria de parabenizar a Corpore pela excelente organização, todo capricho no Espaço Mulher que nesta edição foi composto além de toda estrutura de banheiros, vestiários e massagens, ofereceram também frutas e isotônico.
Parabéns também a todos participantes!

Ótimos treinos a todos e até a próxima!