sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Retrospectiva 2014

Mais um ano que está prestes a terminar com muitos momentos para relembrar. 

Terminar e relembrar são palavras que rimam, e por isso precisamos enxergá-las juntas 
para entender o real significado e do quanto uma depende da outra.

Que 2015 seja repleto de muitas realizações a todos, e que cada um de vocês se 
aproxime mais dos próprios sonhos.

Feliz Ano Novo!



video

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Ranking Circuito Corpore 2014

Mais um ano de competições, emoções e de muitos aprendizados.

Cada prova deixou uma lição, uma experiência diferente. Cada percurso e distância percorrida exige uma dedicação a mais a um tipo de método de treino, a um volume e intensidade variadas.

Em 2014 estive presente na maior parte das corridas do circuito Corpore. Desde quando comecei a correr tenho elas incluídas em meu calendário.

E pelo terceiro ano consegui ficar entre as 10 melhores participantes do Ranking Corpore no qual premia os atletas com a soma das melhores 5 pontuações obtidas nas provas oferecidas durante o Circuito Corpore.




Além desta premiação, são distribuídos 150 Troféus, 5 por faixa etária no ranking técnico e 185 troféus no ranking fidelidade, sendo neste último a soma de todas pontuações obtidas nas provas oferecidas durante o Circuito. Portanto quanto mais o atleta participar, mais pontos ele acumula para a premiação.



A pontuação é obtida através da Tabela Húngara da IAAF, que contém pontuação por tempo em cada distância para cada sexo, adaptada às corridas de rua da Corpore.

A premiação foi realizada na Câmara Municipal de São Paulo, com representantes da Corpore e outras entidades.



Foi muito bom estar presente novamente neste evento que encerra o ciclo de 2014.








Parabenizo a Corpore Brasil por todo incentivo aos corredores amadores e ao esporte.

Parabéns aos atletas premiados! Que o ano de 2015 seja repleto de mais conquistas a todos!


domingo, 14 de dezembro de 2014

Categorias Wheelchair e Handcycle na corrida de rua

As últimas postagens da Dani Nobile em seu blog despertaram um interesse em pesquisar sobre as diferenças das cadeiras de ciclismo e atletismo no paradesporto.

A nomenclatura internacional destas duas categorias são Handcycle e Wheelchair.

Provas como a Volta Internacional da Pampulha permitem apenas os cadeirantes da categoria Wheelchair e, por outro lado, a liberação em outros eventos das cadeiras de ciclismo (Handcycle), como o circuito Golden Four de meias maratonas.

Recorte regulamento Volta Internacional da Pampulha 2014

Existem diferenças entre as duas cadeiras, tal como o posicionamento do atleta, a movimentação dos braços, a velocidade que cada uma pode atingir e a classificação funcional do atleta de acordo com a sua deficiência.

Atleta da categoria Handcycle em uma prova de ciclismo de estrada

Atletas da categoria Wheelchair em uma prova de rua


Não é a toa que grandes corridas como a maratona de Nova York, que permitem a participação das duas categorias, realizam as classificações separadamente.

Cinco primeiros colocados da categoria Handcycle na maratona de Nova York 2014

Cinco primeiros colocados da categoria Wheelchair na maratona de Nova York 2014
Cinco primeiras colocadas da categoria Wheelchair na Maratona de Nova York 2014

Cinco primeiras colocadas da categoria Handcycle na maratona de Nova York 2014


Visualizando os resultados fica claro o quanto os atletas da categoria Handcycle finalizam a distância em um tempo muito menor do que a outra categoria, mostrando a importância de que a classificação deva ser realizada separadamente.

A solução não é proibir, mas sim deixar que os atletas de ambas categorias participem, e a organização realize a classificação das duas. 
E deixar isso claramente divulgado no regulamento, como já acontece em muitas provas em todo país e no mundo:

Recorte do regulamento da Meia Maratona Internacional da Belo Horizonte 2014
São esclarecimentos que tornam a relação entre os atletas e organizadores muito melhor.

O ideal não seria restringir, mas sim deixar que os atletas de todas categorias possam participar de todos eventos de rua, contribuindo para que o esporte cresça mais em nosso país.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Momentos e ensinamentos que só a corrida é capaz

2014 foi um ano repleto de conquistas na minha vida de corredora amadora.

Corrida Centro Histórico
Foi o ano em que fiz mais meias maratonas, sete no total, incluindo uma marcação de ritmo. 

Mizuno Half Marathon

Mizuno Half Marathon

Meia Maratona Internacional de São Paulo


Meia Maratona Internacional Corpore

Meia Maratona Internacional Corpore


Golden Four Asics São Paulo

Também fiz provas de 5, 7, 9, 10k, 10 milhas e 25k, e até uma cross country, 
sendo vinte e uma provas no total.


Corrida Corpore Oral-B

Cross Country Jaraguá Clube

Cross Country Jaraguá Clube

Também corri fora do estado de São Paulo, em BH, participando de 
uma meia maratona internacional.

Treinador Marcelo Camargo 

Chegada Meia de BH

Finalizei o circuito de corridas Corpore entre as 10 melhores no ranking deste ano, 
e pude participar de quase todas provas do circuito.

Corrida Shopping União Osasco

Corpore Bombeiros


Minhas marcas nas diversas distâncias classifico entre as melhores pessoais, principalmente na meia maratona e nos 10k, no qual obtive mais uma vez o grande prazer de completar
 abaixo dos 40 minutos.

Corrida 115 anos Clube Pinheiros


Corrida e caminhada contra o Câncer de Mama

Participei da primeira meia maratona feminina da América Latina, que foi um marco na história das corridas. Só teve elogios das participantes, que receberam diversos mimos 
durante o final de semana do evento.





Eu e a Carol na primeira meia maratona feminina da América Latina

Consegui primeiras colocações, segundas, terceiras, quartas e quintas. Pude subir em todos degraus do pódio e dividir minhas alegrias com todos que sempre torcem por mim.

Recebendo a medalha na W21k Asics

Pódio ECP 115 anos - mais um sub 40 nos 10k

Pódio Jaraguá Clube

Pódio Eu Atleta São Paulo 10k


Pódio Centro Histórico Corpore

Pódio Disney Magic Run Corpore

Sou realmente amadora do que faço, tudo em minha vida lembra a corrida. As roupas que visto, as pessoas com quem converso, os assuntos que leio e estudo, a minha área que trabalho. Tudo está ligado ao mundo da corrida. E quando algum acontecimento me tira deste mundo, sinto que o meu alicerce é retirado também.

No final desta temporada de 2014 vivencio esta situação. Em uma sessão de treino de ritmo, na semana da minha última corrida do circuito Corpore, tive uma lesão inesperada. Fraturei o quinto metatarso em uma de minhas passadas.

Estou em processo de recuperação. Tive que me abdicar não somente da corrida mas de grande parte das minhas atividades diárias, inclusive a profissional, em decorrência da imobilização. Mas como mesmo disse, tudo em minha vida está ligado a corrida, e assim me sinto muito longe de tudo.

Mas também visualizo este acontecimento como uma forma de ensinamento, de ouvir e respeitar mais o meu corpo. As vezes ficamos tão obsecados por melhorar as marcas pessoais, por conseguir correr mais rápido, por almejar patamares maiores, que ficamos surdos e cegos para o que deve ser feito dentro de um ciclo de treinamento.

Corro a quase 15 anos, sou mais experiente do que quando comecei a correr, mas confesso que ainda preservo a ansiedade de um corredor iniciante.

A prioridade agora é ver esta lesão curada, e assim voltar primeiramente com as atividades diárias em casa, no trabalho, e voltar gradativamente para a corrida, como se estivesse começando agora.

Talvez seja um ciclo em que devo passar, para depois respeitar mais o meu corpo e seu tempo de recuperação.

Já até estou pensando em meus objetivos após eu retomar os treinos. Vou me dedicar primeiramente aos 5k. Evoluir e  melhorar bem a minha melhor marca pessoal. Correr menos e mais forte. Este será o meu lema quando eu puder retornar a corrida.

Mas enquanto isso acompanho os amigos corredores, e continuo treinando e correndo apenas em meus sonhos...

G4 Asics São Paulo

Bons treinos a todos!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Ranking Corpore 2014

Ranking Corpore 2014
Vice-campeã entre as 10 melhores

Parabéns a todos!


"A cerimônia de premiação do Ranking Corpore 2014 será realizada em:

Data: 15/12/14 (Segunda-Feira)
Horário:das 19h00 às 22h00
Local: CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO
Endereço: Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista - SP
Salão Nobre situado no 8º andar
Convidamos a todos os atletas, representantes de Equipes e Empresas a prestigiarem a solenidade, e parabenizamos a todos (as) os (as) vencedores (as)." - por Edgard

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Conquistas nas meias

Corrida Circuito Athenas - 02/11/14
Marcelo: recorde pessoal na distância

Iniciei a orientação aos treinos do Marcelo em janeiro de 2014.

O seu objetivo era correr sua primeira meia maratona. Ele já havia feito duas provas com distâncias mais aproximadas no ano anterior, e tinha um histórico de seus tempos em provas menores.

Após conhecer a sua rotina de treinos, e o que fazia em cada sessão, mostrei a minha proposta com base em sua meta inicial: Meia Maratona de Sampa, dia 11 de maio.

Seus treinos aconteciam três dias da semana, com os métodos contínuo e intervalado.

Toda semana ele preenchia uma planilha com informações que eu utilizo para um melhor controle e acompanhamento.

Gradativamente aumentamos o volume dos treinos, e no período específico a intensidade, inserindo também um longo realizado no final da semana.

Tivemos um tempo suficiente para a progressão nos treinos, que garantiu a previsão de sua meta a ser alcançada.

Primeira meia maratona sub 1h45': Meia de Sampa - 11/05/14 - 1h41'34"

Após o período de transição, próxima meta, mais uma meia maratona, com um tempo abaixo da meia anterior. Prova escolhida: Run the Night etapa SP, dia 30/08.

Os treinos continuaram nas 3 vezes por semana, com os métodos continuo, intervalado, longo e também os de ritmo no período específico.

A evolução era clara, a sua percepção de esforço perante aos treinos ia se modificando e demonstrando uma melhora em seu rendimento.

Segunda meia maratona do ano: Run the Night - 30/08/14 - 1h40'57" (recorde pessoal)

Esta conquista já definiu a meta seguinte após o período de transição, terceira meia maratona, sub 1h40'. Prova escolhida: Circuito Athenas, dia 02 de novembro.

Este foi o planejamento de menor duração quando comparado aos dois primeiros.

Para a primeira meia foram 17 semanas, 15 para a segunda, e para esta última, 8 semanas.
Olhando o planejamento como um todo, as duas primeiras fases foram a base para a última meta. Todo ganho obtido foi transferido e lapidado.

A maior parte das semanas de treino foram mantidas em três sessões, com os métodos contínuo, intervalado, longo e ritmo no período específico.

Os treinos já mostravam o alcance de sua meta. A prova foi o registro oficial do que já havia conquistado nos treinos.

Terceira meia maratona do ano: Circuito Athenas - 02/11/14 - 1h38'57" (recorde pessoal)

O controle de seus treinos foi essencial para obtermos dados precisos, predizer ritmos e os resultados nos treinos e nas provas.

Parabéns Marcelo por todas conquistas, são derivadas de sua dedicação e disciplina.