segunda-feira, 3 de março de 2014

Um pouquinho do início

Os anos passam e a tecnologia cada vez mais presente no mundo da corrida.
Relógios, acessórios, gps, contador de passos. Diversos produtos estão aí para "facilitar" os treinos diários dos corredores.

Mas quando comecei a correr, no ano de 2001, lembro-me que saí na rua sem relógio, pois na época eu não tinha nenhum de pulso para usar.

Com o passar dos dias, percebi que deveria controlar meus treinos de alguma forma. Então passei a contar quantas vezes conseguia ir e voltar na avenida.

Em um determinado período conseguia apenas uma volta na avenida, depois aumentei para duas, três, quatro vezes. "Nossa! Estou conseguindo correr cada dia mais! Quantos quilômetros será que são?"
Ainda não tinha preocupação com tempo.

Mas quando meu irmão falou que iria me inscrever na Corrida de São Silvestre, aí a coisa ficou séria: "Será que consigo, preciso ver agora em quanto tempo eu corro os 15Km."

Ganhei um relógio cronômetro da minha mãe. Tenho ele até hoje, está tão velhinho (risos).

Comecei a correr com relógio. "Pronto, agora posso controlar o tempo que estou correndo. Hoje consegui correr 4 voltas na avenida mais rápido no dia anterior. Estou melhorando."

Ganhei uma camiseta regata e uma bermuda também. "Pronto agora também tenho roupa de corredora. Vou usa-la na corrida."

Chegou o grande dia, participei da corrida mais famosa, aquela que todos falam.
Completei, chorei, recebi a minha medalha. "Agora sim, sou uma corredora".

Entrei para um universo "sem volta": para o universo da corrida que literalmente mudou a minha vida!

Nenhum comentário:

Speed Run 30km

Dia 3 de julho participei da prova Speed Run de 30km, organizada pela Beta Sports. Uma distância  não muito comum nas provas de rua, mas que...