quinta-feira, 14 de março de 2013

Sonhos como fonte de energia

Sempre fui uma pessoa muito sonhadora. Desde criança, nas brincadeiras, imaginava histórias, criava situações e o impossível podia acontecer.

E mesmo com o passar do tempo não deixei  de sonhar. Muito pelo contrário, abasteço os meus pensamentos com eles, e tenho certeza que parte da minha força é proveniente destes sonhos.

Tenho muito deles em mente e os reforço todos os dias. E tem um em especial que queria muito que acontecesse, e, ao mesmo tempo sei que não é possível. Queria muito ver meu pai bem e livre de toda esta situação que está enfrentando, por não compreender mais o sentido das coisas, por não saber o significado de praticamente tudo. As vezes sinto-me em um beco sem saída ao presenciar e viver tudo isso. Sinto muito por minha mãe, por meus irmãos, em estar vivendo isso. Queria que fosse diferente, mas sei que isso não irá mudar e por isso temos que unir forças para suportar.

E boa parte desta força eu retiro de outros sonhos, e estes me acompanham desde quando comecei a correr e quando pensava: "Será que um dia eu vou conseguir correr uma maratona? Será que um dia vou conseguir correr rápido como elas? Será que um dia vou subir em um pódio em primeiro lugar?"
Perguntas que acompanham muito de nós que fazemos parte deste mundo da corrida.

Tive o privilégio de vários deles se realizarem, e até mais de uma vez. E domingo, dia 10 de março, um deles se tornou realidade novamente em mais uma competição.

Foto: Ativo.com
Circuito das Estações Adidas, etapa São Paulo, na distância dos 5K, as 7:30, estava eu pronta para mais uma largada e ir em busca de um de meus sonhos: a vitória que abastece a minha vida.
E assim juntamente com outros milhares de corredores, comecei a competição comigo mesma, utilizando os outros participantes como um estímulo.

Foto: Ativo.com
E graças a Deus consegui liderar a prova feminina desde o início e cruzar a linha de chegada em primeiro lugar para realizar um de meus sonhos novamente, e carregar a minha fonte de energia para os próximos desafios.
Foto: Adriano Bastos
A cada sonho realizado, aumentam as minhas forças para continuar a me dedicar a este esporte, pois é ele que me dá forças a não me curvar frente aos problemas, pois quero estar sempre bem para ajudar as pessoas que mais amo e que sempre torcem por mim.

Este post eu dedico a toda minha família, que está sempre ao meu lado. E em especial a minha irmã Cris que também participou da corrida de 5K. Parabéns Cris por enfrentar um percurso com muitas subidas e terminar super bem!


Parabéns a todos participantes, e nunca se esqueçam de sonhar!


Um comentário:

Antonio C R Colucci disse...

Parabéns Dani!
Mandou muit bem!
Beijos
Colucci
@antoniocolucci

Novas experiências em novos locais de treino

Hoje faz dois meses que o Marcelo e eu mudamos de país. Ainda estamos em processo de adaptação de forma geral. Como moramos em uma cidade pe...