quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

15ª Volta Internacional da Pampulha

Sempre tive vontade de participar da Volta Internacional da Pampulha. Todo ano assistia sempre a transmissão e este ano pude estar presente e vivenciá-la.

Cheguei em Belo Horizonte na manhã de sábado, e logo após fui retirar o kit que estava sendo entregue desde sexta-feira. A organização divulgou que 13.000 pessoas participariam da prova, mas mesmo assim pude retirar o kit sem filas.

Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o treinador Marcelo Camargo, que também participou da prova. Me contou que sua primeira participação foi no ano de 1985, na época a corrida se chamava Volta na Lagoa. Ele é um corredor e treinador muito experiente. Para conhecer um pouco de seu trabalho, acessem a página: http://www.marcelocamargotreinamento.com/
Gostaria de aproveitar para agradecê-lo da receptividade.

No domingo a largada da corrida para o pelotão geral foi dada as 8h, sendo que a categoria cadeirantes e elite feminino foram realizadas mais cedo.

Cheguei ao local da prova com 1h30 de antecedência e devido a enorme quantidade de participantes, procurei ficar próximo a área de largada para garantir um posicionamento mais a frente, por isso é uma competição que não conseguimos realizar um aquecimento prévio.

Aqui ainda tínhamos um pouco de espaço
Presenciei muitos corredores pulando a grade para se posicionarem mais a frente
Tinha como meta completar os 18Km da prova entre 1h15 e 1h16. Mas devido a ser uma competição muito cheia e tumultuada no início perdi um pouco de tempo no primeiro quilômetro, por isso tive que descontar e acelerar mais nos três quilômetros seguintes para conseguir encaixar o ritmo pretendido, e depois manter uma velocidade constante.
Apesar da temperatura e umidade alta, consegui manter um pace muito bom (média final de 4:05)
Gostei muito do percurso, um local privilegiado para treinar e competir.

Quilômetros finais da prova
Completei a prova com 1h14m22s, melhor do que a meta planejada e muito satisfeita com o resultado. Sendo a primeira mulher do pelotão geral.


Ritmo de cada quilômetro

Percurso


Gráficos Altitude e Velocidade

Foi uma grande experiência e um prazer participar desta prova, que teve a participação de muitos corredores fortes.
O campeão foi Giovani dos Santos que repetiu a vitória do ano passado. No feminino, também mesma ganhadora da edição anterior, Maurine Kipchumba.

Parabéns a todos participantes!

Nenhum comentário:

O que 2020 te ensinou com relação a corrida?

2020. Um ano em que muitas coisas mudaram na vida de todos. Um ano em que diariamente vimos o quanto a pandemia levou pessoas, mudou o norma...