sexta-feira, 4 de julho de 2014

Cadência e amplitude de passada

Gráfico Garmin Connect
Muito interessante olhar uma sessão de treino e verificar o quanto se altera a cadência, ou seja, as passadas por minuto (ppm) e a amplitude da passada de acordo com a velocidade atingida. E o quanto isso influencia na percepção de esforço ...pela carga imposta ao organismo.
Este gráfico obtido por um gps mostra uma sessão de treino de ritmo. O início é o aquecimento, com média de 168 ppm, seguido de repetições de 2km com dois minutos de pausa.
Nas repetições de 2km a média ficou próxima de 180 ppm. Um número bastante conhecido entre os corredores por ser o "ideal" em atingir.
A amplitude da passada também influencia muito nestes números. Nas repetições de 2km ela variou de 1,36 a 1,39 metros e nos trotes entre 1,10 a 1,14 metros.
Optar entre a escolha do aumento da amplitude da passada ou da cadência em favor da velocidade pode promover influências diferentes, tanto no desgaste energético quanto na mecânica do movimento. Para se ter mais certeza de como estes fatores influenciam é preciso ir em busca de estudos que avaliaram estes dados.

Nenhum comentário:

O que 2020 te ensinou com relação a corrida?

2020. Um ano em que muitas coisas mudaram na vida de todos. Um ano em que diariamente vimos o quanto a pandemia levou pessoas, mudou o norma...