terça-feira, 24 de junho de 2014

Intervalado "as cegas" do cronômetro

Controlar e saber manter um ritmo uniforme auxilia muito nos treinos, inclusive em um treino intervalado.

Em todas as sessões faço os intervalados de olho no cronômetro utilizando parciais como a metade da distância a ser percorrida para controlar o ritmo. Na maior parte dos treinos consigo manter os "tiros" em tempos bem similares.

A percepção de esforço para a intensidade realizada pode auxiliar a manter este ritmo em cada volta. A sensação de fadiga muscular, a frequência da respiração, fornece dicas do tempo de cada intervalado. É claro que há diversos fatores que influenciam nesta percepção, como o clima, o cansaço, entre outros. Mas ela é um importante indicador que ajuda o corredor a aprender a entender e controlar o ritmo.

Hoje resolvi testar a minha percepção de esforço no intervalado. Realizei a sessão sem saber o tempo que estava fazendo cada um. Deixei o gps em uma tela que não me mostrava nenhum tipo de cronômetro que me desse alguma noção de tempo. Assim realizei cada um, controlando apenas a distância percorrida. Que no caso hoje eram 16 de 400 metros com pausa ativa de 1'30".

Olhei o resultado após finalizar todo treino fui analisar os dados obtidos. Fiz todos os intervalados dentro do ritmo programado, com a maior variação de 4 segundos. Sendo que a maior parte oscilou no máximo 2 segundos.

A percepção de esforço pode nos fornecer dados muito relevantes em nossos treinos. Ela está muito relacionada com as adaptações que nosso corpo realiza frente a uma sessão de exercício.

Gostei muito desta experiência que pretendo repetir nas próximos treinos.

Nenhum comentário:

O que 2020 te ensinou com relação a corrida?

2020. Um ano em que muitas coisas mudaram na vida de todos. Um ano em que diariamente vimos o quanto a pandemia levou pessoas, mudou o norma...