domingo, 16 de dezembro de 2012

46ª Sargento Gonzaguinha: Provas que me ajudam a crescer!

 
 
 

Hoje participei da minha última competição do ano de 2012: 46ª Sargento Gonzaguinha.
Uma prova que gosto muito e a tenho em meu calendário há alguns anos.

E hoje fui com o objetivo de fazer um melhor tempo e bater o meu recorde pessoal, mas não foi possível. Finalizei  os 15 Km da prova com 1:01:53 em sexta na posição na geral feminina (resultados oficiais).

Não fiquei triste, ao contrário disso, parei para pensar como eu era quando comecei a correr e o que sou agora.
Evolui muito como corredora, aprendi e aprendo a cada dia com as experiências que adquiro tanto em provas quanto em treinos. E sei que para que essa evolução se torne mais completa são necessários muitos anos.

Posso dizer que hoje sou mais forte que ontem e quero sempre fazer o meu melhor. As vezes isso não é possível ocorrer em uma competição, mas sei que a cada treino isso acontece. Percebo o aumento da minha resistência e o quanto suporto mais esforços.

Quero continuar sempre a correr por muitos anos e a cada dia conquistar melhores resultados, não somente em números, mas resultados construídos nestes 11 anos dedicados a corrida de rua. E também transmitir isso a outros corredores através da minha profissão.

Parabéns a todos que estiveram na prova e a utilizaram não somente como uma competição, mas também para se tornarem corredores mais fortes e maduros!

Abraços a todos e vamos seguir em frente sempre!

2 comentários:

correr faz bem disse...

Parabéns Dani pelo ano que voce teve, que 2013 seja ainda melhor, com várias vitorias, muita saúde e felicidades.

Jorge Cerqueira disse...

01 hora e 01 minuto nos 15km? Tu é fera demais Dani, mas que negócio que esta é a ultima do ano? O que não falta ai em Sampa é provas principalmente a SS no final do ano. Parabéns.
E sucessos em 2013.
Bjs

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

O que 2020 te ensinou com relação a corrida?

2020. Um ano em que muitas coisas mudaram na vida de todos. Um ano em que diariamente vimos o quanto a pandemia levou pessoas, mudou o norma...